Por Júlia Cunha

No último sábado (06), a quadra esportiva na Praça da Embaixada Nordestina, no Bom Retiro, em São Paulo, recebeu a 1ª edição do URBE SOLO em parceria entre a Nike Brasil e o Instituto URBE.

A Instituição não possui fins lucrativos e tem a finalidade de agregar arte aos espaços públicos, promovendo reflexões, pesquisas e projetos que transformem o ambiente através da inovação artística e social.

O resultado da parceria foi a reunião de mais de 50 mulheres para promover intervenções artísticas no espaço público da quadra e depois participarem de um treino de futebol liderado pelo coletivo “Jogue Como Uma Garota”, idealizado pela humorista, atriz e influenciadora Letticia Munniz.

“É muito difícil para nós, mulheres, achar quadras de futebol seguras e acessíveis para podermos jogar futebol. Mas nós também podemos ser agentes de transformação e por isso precisamos ocupar espaços como esse e torná-los nossos”, afirmou Letticia.

As intervenções artísticas ficaram sob comando de Criola e da dupla Modular Dreams, que realizaram artes maravilhosas unindo a força do futebol feminino em referência à força africana.

Criola, apelido de Tainá Lima, é uma grafiteira e artista plástica mineira que, em suas artes super coloridas e bem brasileiras, une ideais políticos a fim de fortalecer a luta das mulheres negras. Já o Modular Dreams é um estúdio idealizado pelos videoartistas Priscilla Cesarino e Danilo Barros, que através da imagem eletrônica utiliza a eletricidade para gerar vídeos cheios de formas coloridas e movimentos luminosos.

Essa união transformou a quadra em um local super agradável que fortalece a ideia de compartilhamento do espaço, com artes que representam a raiz da ancestralidade brasileira e com um uma instalação de luzes chamada “Dreamdeck”, que promove a interação social entre o público de todas as idades.

“Em algum nível as mulheres brasileiras carregam dentro de si o poder matriarcal de guerreiras milenares que passaram por nossas terras e nos deixaram um legado de luta, amor, alegria e de conexão profunda com a natureza. Eu quis trazer justamente essa força em forma de cores e formas” – Criola

Com esse evento, a Nike escreve mais uma página em sua história no incentivo ao futebol feminino, impulsionando a quadra a se tornar um espaço que pode ser ocupado por mulheres, de todas as idades e de todas as classes sociais, que querem jogar bola.

“O nosso objetivo é que um grupo de garotas jogando futebol, ou praticando qualquer atividade física, não seja mais visto como algo incomum e se torne algo rotineiro e normal em todos os lugares do mundo, principalmente no Brasil, conhecido como o país do futebol”, finalizou Martina Valle, diretora de Nike Women no Brasil.

As outras ações incentivadoras da marca relacionadas ao futebol feminino você confere clicando aqui.

%d blogueiros gostam disto: