Foto: JEFF PACHOUD/AFP/Getty Images

Por Gabriela Nolasco, Ana Carolina Pereira, Bruna Galvanese e Raffaella Carolina

Nos jogos de ida da semifinal no campeonato UEFA Women’s Champions League aconteceram no dia 21 de abril. O atual campeão Lyon (França) e o Barcelona (Espanha) saíram na frente pela disputa.

As tricampeãs francesas venceram a equipe do Chelsea por 2 a 1. Apesar da derrota, as inglesas poderiam ter empatado fora de casa se não perdesse a penalidade nos acréscimos do primeiro tempo. O Chelsea nunca foi para uma final da UWCL e buscará a classificação em casa no domingo.

A partida foi marcada pelo recorde em uma semifinal de Champions League Feminina com 22.911 pessoas nas arquibancadas do OL Stadium, em Décines.

Já a equipe Catalã venceu pelo placar justo na Alemanha por 1 a 0 a equipe do Bayern de Munique. A brasileira Andressa Alves começou a partida contra o Bayern no banco de reservas e só entrou em campo aos 84 minutos. Jogando em casa neste domingo (28), o Barcelona busca conquistar sua primeira final na história.

A final do campeonato será no dia 18 de maio, no Estádio Ferencváros, em Budapeste, na Hungria. Para se ter uma noção, o incentivo da categoria na Europa é de enorme proporção. Os valores da final da competição custam em média R$14.

O valor do ingresso mais “caro” é de apenas €3,13 euros, cotado em reais por R$13,50. Menores de 16 anos pagam meia-entrada, custando €2,20 euros, em reais seria R$9,50.

Para ficar atrás do gol, a entrada custará €2,20 euros para adultos e €1,55 para menores de 16 anos. Deficientes terão entrada gratuita.

É a primeira vez que a final da competição será disputada numa cidade diferente da final masculina. A expectativa é de receber cerca de 22 mil pessoas na final do confronto.

A classificação é decidida através das posições dos clubes nos respectivos países, através de um sistema de cotas. Os países com os campeonatos mais fortes têm mais vagas na competição. O atual vencedor da Liga dos Campeões tem acesso direto à segunda fase.

A história da Champions League Feminina

No começo dos anos 2000, a UEFA aceitou a proposta de realizar uma competição europeia feminina de clubes, surgindo a versão feminina da Taça UEFA. Numa decisão tomada em dezembro de 2008, a instituição europeia decidiu reformular a competição dando origem à UEFA Women’s Champions League.

A primeira competição aconteceu em 2001/2002, com clubes 33 participantes. Umeå IK, da Suécia, e 1. FFC Frankfurt, da Alemanha, disputaram a final. As alemãs levantaram o primeiro caneco da Taça UEFA Feminina pelo placar de 2 a 0.

Até a temporada 2009/10, as equipes participantes foram aumentando gradativamente. Atualmente o formato possui 53 clubes participantes.

Curiosidades

  • A atacante norueguesa Ada Hegerberg, atleta do Lyon, possui o recorde da artilharia em uma mesma edição. Na temporada passada foram 15 gols.
  • As maiores artilheiras da competição é da rainha Marta junto à polonesa Conny Pohlers com 20 gols.
%d blogueiros gostam disto: