Por Gabriela Nolasco

Desde a convocação até os 16 dias de preparação para a oitava Copa do Mundo Feminina, a Seleção Brasileira Feminina já dispensou 3 atletas por conta de lesões. O fato é incomum para a equipe brasileira até pelo retrospecto baixo durante os amistosos, perder essas atletas de grande nomes dificulta ainda mais a classificação para uma segunda fase da competição.

A primeira baixa foi a Adriana, meia campista do Corinthians. Um dia antes da coletiva para a convocação, a atleta se machucou na partida entre Santos e Corinthians pelo Campeonato Paulista, no Pacaembu, após marcar o gol. Adriana realizou uma cirurgia por conta da ruptura do ligamento cruzado do joelho esquerdo, e já se recupera com tratamento realizado pelo clube corinthiano.

Sua substituta foi Luana, que atua na equipe do Women Football Team, da Coreia do Sul. E após uma semana de preparação, a atleta apresentou dor muscular na região do quadríceps da coxa esquerdo no treino do dia 31 de maio, mas já está treinando normalmente.

A zagueira Érika, também do Corinthians, já estava sentindo dores na região do entorse no tornozelo esquerdo, dois dias antes de viajar para a preparação em Portugal, e ficou todo o período realizando fisioterapia e preparação física durante dezesseis dias.

A atleta chegou fazer a preparação de transição para o campo, mas na última quinta-feira, Érikinha voltou a treinar com bola com o grupo. A atividade durou cerca de 15 minutos, mas ao final, relatou dores na perna esquerda e diagnosticada com lesão do músculo sóleo, sem tempo para a recuperação. Assim, Daiane, jogadora do PSG chega na preparação com o restante das atletas da Seleção neste sábado (8).

Uma das preocupações para a estreia contra a Jamaica é a atacante Marta, que continua em transição para o campo. A lesão da seis vezes melhor do mundo é no bíceps femoral da coxa esquerda. A atacante já realiza a transição para o campo mas não atua com junto à equipe deste o dia 24 de maio. A atleta brasileira realiza treinamentos físicos à beira de campo com preparador físico.

A Fabi Simões foi cortada da Seleção após sentir dor na região posterior da coxa direita no treino do último domingo (2). A atleta realizou exame de imagem, indicando lesão do músculo semitendinoso, classificação grau 1. A desconvocação foi feita por não ter tempo para recuperação para a disputa da Copa do Mundo da França. Para a vaga, o técnico Vadão convocou a lateral-direita Poliana, do São Jose-SP.

Na primeira lista oficial divulgada pelo técnico Vadão, das 23 atletas convocadas, tínhamos 7 jogadoras atuantes no Brasil. Das três baixas, duas são atletas do Corinthians (Adriana e Érika) e uma do Internacional (Fabi Simões). Agora temos, a goleira Barbará do Avaí/Kindermann, Letícia e Mônica do Corinthians e Cristiane, do São Paulo.

Aliás, a maior artilheira de Olímpiadas da Seleção Brasileira não realiza uma partida oficial desde outubro do ano passado e não participou de nenhum amistoso neste ano. Cristiane foi apresentada ao São Paulo mas ainda não jogou nenhuma partida.

A incerteza de uma estreia com o pé direito deixa a deriva a Seleção Feminina comandada por Vadão. Não venceu nenhum amistoso dos 10 jogados e mantém dúvida no esquema tático da Seleção. De algo é certo, o talento individual pode ser o diferencial para a classificação da segunda fase e o apoio da torcida brasileira vai em massa acompanhando as atletas no Mundial da França.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: