Por Gabriela Nolasco

Após três desconvocações, o técnico Vadão confirmou o desfalque da atacante Marta para a estreia no Mundial contra a Jamaica neste domingo (9), ás 10h30 pelo horário de Brasília, no Stade des Alpes, em Genoble, pela primeira rodada do Grupo C. A zagueira Mônica assume a braçadeira de capitã pela primeira vez.

O caso da Marta é um pouco delicado, a camisa 10 da Seleção se machucou no treino do dia 24 de maio. Desde então segue em tratamento com fisioterapeuta e preparador físico. A lesão da seis vezes melhor do mundo é no bíceps femoral da coxa esquerda. A atacante já realiza a transição de campo mas não atua com junto à equipe.

Na coletiva realizada no State des Alpes, na tarde do sábado (8), o treinador disse sobre perder uma peça chave para a oitava edição do Mundial. “A Marta teve uma evolução, mas não reúne condições para esse primeiro jogo. Se ela quiser ficar no banco conosco, ela naturalmente poderá torcer pela gente” disse Vadão.

O ataque brasileiro será escalado com Cristiane e Bia Zaneratto confirmado pelo próprio treinador. A Seleção já divulgou as numerações das jogadoras para a Copa do Mundo da França.

Com a Marta, a Seleção tem o 4º desfalque antes da estreia. Adriana se lesionou um dia antes da convocação, já Érika e Fabi Simões se machucaram e não puderam se recuperar para o Mundial.

A zagueira Mônica, defensora do Corinthians, será pela primeira vez desde o início de uma partida, a capitã da Seleção. A camisa 21 vestiu pela primeira vez a amarelinha em 2006, pelo então treinador Jorge Barcellos e está em seu segundo mundial. Sua estreia em Copas do Mundo foi no Canadá em 2015, junto com Géssica, Tayla e Erika.

“A estreia em si já é algo muito importante para nós. As meninas sabem que essa faixa é só uma representação, ser líder dentro de campo é estar sempre pronta para ajudar a equipe em qualquer momento. Eu tenho certeza que essa vontade nunca faltou e espero que a gente possa fazer uma grande partida. Acho que vamos surpreender, e a estreia é o jogo mais importante temos que cumprir o nosso objetivo e aproveitar cada momento”, disse Mônica em entrevista coletiva.

Além disso, Mônica foi a primeira brasileira a vestir a camisa do Orlando Pride (EUA), atual equipe da Marta.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: