Foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (11), a vitória da Holanda em cima da Nova Zelândia pelo placar de 1 a 0, contou com o comando do trio de arbitragem brasileiro. A arbitra paranaense Edina Alves Batista e suas auxiliares Neuza Back, de Santa Catarina, e Tatiane Sacilotti, de São Paulo comandaram a partida e iniciaram suas trajetórias no Mundial.

Com um currículo cheio de experiências, as árbitras selecionadas para a Copa do Mundo Feminina da FIFA já apitaram importantes competições do futebol, como a Copa do Mundo Feminina Sub-17 da FIFA Jordânia 2016 e Uruguai 2018, e também a FIFA sub-20, Copa do Mundo Feminina em Papua Nova Guiné em 2016 e na Bretanha, França, em 2018. A preparação para a Copa começou lá atrás, em 2015, quando a FIFA iniciou o projeto de arbitragem de mulheres da Road to France 2019. 

Antes de marcarem presença na Copa do Mundo Feminina, Edina e Neuza marcaram história no Brasil. Após uma década, a árbitra e a assistente comandaram no dia 27 de maio, a partida entre CSA e Goiás pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Tatiane não pode fazer parte da partida pois se recuperava de lesão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: