Foto: ATTA KENARE

Nesta Quinta-Feira (10), tivemos mais um incrível quebra de barreira: as torcedoras iranianas foram permitidas a entrar nos estádios após 40 anos de proibição pelo Governo Iraniano. O jogo foi válido pelas eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo de 2022 entre Irã e Camboja, que vai ser realizado no Estádio Azadi.
Para esta partida foram vendidos mais de 80 mil ingressos, sendo 3,5 mil para mulheres, de acordo com o que foi divulgado pela agência de notícias do Irã. O fim da proibição se deu após a morte de Sahar Khodayari, uma torcedora que se queimou após entrar em um estádio vestida de homem para ver o seu time jogar e, por medo de ser presa e morta, deu fim à própria vida.
E, após pressão popular e cobrança da FIFA cobrou mudanças da Federação Iraniana de Futebol para liberar ingressos para as mulheres. O vice ministro do Esporte, Jamshid Taghizadeh, declarou: “As mulheres podem ir ao estádio Azadi, em Teerã, para assistir à partida entre a seleção nacional do Irã e o Camboja, em Outubro, para a Eliminatória da Copa do Mundo do Catar”.
Esperamos que este seja apenas o primeiro passo para que as mulheres árabes possam ter a liberdade de torcer e poder jogar.

%d blogueiros gostam disto: